domingo, 21 de setembro de 2008

com amor




Para as minhas amigas mais sensíveis – eventualmente ressentidas por alguma badalhoquice menos reflectida – aqui fica um gatinho.


Sem comentários: