terça-feira, 9 de setembro de 2008

crime perfeito



Se a minha patroa não me comprasse tabaco sempre que digo para o fazer, o mais certo é que já tivesse deixado de fumar.
No fundo, se eu fumo que nem uma besta, a culpa é dela.
Será que a gaja me quer matar?

Sem comentários: