sábado, 25 de outubro de 2008

vida de herói





Ontem, quando passei por aqui, o kenwood reproduzia a vigorosa melancolia de Uma Vida de Herói, de Richard Strauss. Achei bem.

2 comentários:

Ninhos de cuco não se ensinam a ninguém. disse...

Oh! Mil perdões...nunca esperaria dar comigo a penetrar morada alheia de forma tão imbuída de desfaçatez e audácia desrespoitosa. Retiro-me coberto de embaraço e fodido comó caralho. Estarei no sítio do costume e não gosto de chocolates. Só daqueles que se derretem...na ponta da chama triunfante de isqueiro.

dutilleul disse...

Creio que V. Exa. não é princesa que eu conheça. Com essa disposição para as ervas estou em crer que é o ilustre Grilo. Retribuirei a visita com embaraços idênticos.