domingo, 31 de janeiro de 2010

19 segundos

12 segundos

19 comentários:

Bloga-mos disse...

Fosse eu a mandar e já lhe tinha retirado o subsídio por baixa fraudulenta.

dutilleul disse...

eheheh

Desculpa Cuco, é mesmo baixa de inspiração… Mas hei-de lá ir, tu vais ver.

indiavelha disse...

Quantas vezes por dia quer que diga que o amo? Tal como Al Mutamid, o meu coração tem muitas casas, e em cada uma delas mora um grande amor. (Vá lá, uma tradução livre...)

indiavelha disse...

O médico já me receitou umas gotas para perder o hábito de cá vir de balde.

Passarei a vir de cutelo, já que nothing ever hapens.

indiavelha disse...

Morreu-se-me mesmo. E nem disse adeus. Ingrato.

Bloga-mos disse...

Está a fazer-se difícil. Seja como for..vamos apanhar uma piela?

indiavelha disse...

Claro! Quando? Onde?

Bloga-mos disse...

Estou em vias de ultrapassar a retórica .

indiavelha disse...

Acho uma bela ideia transformar aqui da sala de espera do Arquiduque num parlatório.

Bloga-mos disse...

Isso ou encharcar-lhe a caixa de correio com pornografia entre chimpanzés albinos.

dutilleul disse...

Tenho andado a roçar mato.
Ou julgam que eu tenho a vida das meninas?

Bloga-mos disse...

Só me ocorre um comentário com lágrimas funguentas: AI O CARALHO!

indiavelha disse...

Tadinho.

indiavelha disse...

Tadinho do Arquiduque, claro, a roçar mato.

Bloga-mos disse...

Ele esteve foi a coçar o mato a montante dos tomates.

indiavelha disse...

Dá-lhe, que ele merece (o Cavaleiro).

indiavelha disse...

Será que o pobre anda a roçar mato debaixo de chuva? Estou a ponderar deixar de o amar. Não me agradam as ausências prolongadas.

dutilleul disse...

Logo agora que eu estou a fazer uma cabana...Não se precipite, é o que lhe peço.

indiavelha disse...

Ele partiu mundo fora para a cobrir de diamantes. Ela pediu o divorcio porque ele nunca estava em casa. Nós, as mulheres temos destas coisas.