sábado, 7 de janeiro de 2017

prazeres? parece-me bem.

Começaram a falar nos Jerónimos e fiquei para aqui em ai, ai ,ai, que esta gente não se enxerga mesmo. É que aquilo é uma grande salgalhada mas simbolicamente estão por lá Camões, Herculano, Pessoa, D. Henrique, D. João III, Vasco da Gama… Sempre é gente. A putativa ex(?) namorada do senhor que não chegou a ser julgado por causa daquela história dos rapazitos fez, em nome do partido, uma nota fúnebre profundamente comovida que me pareceu bem.
Politicamente acabou como uma sopeira despeitada a desconsiderar uma senhora qualquer no parlamento europeu. É que nem sequer lhe recordo o nome, o da senhora que o venceu para uma coisa qualquer lá da “europa” em que o senhor nos meteu. Enfim, desconsidero aqueles episódios em que, já fora de tino e sem atenção da família, lhe deu para furibundar solidariedades com o trampolineiro.
Segui atento essa história dos Jerónimos. Afinal parece que a cerimónia apenas passa por lá; o corpo descansará pelo cemitério dos Prazeres na serena paz em que viveu. Parece-me bem. “Prazeres” é um belo epitáfio.

Sem comentários: