terça-feira, 9 de maio de 2017

um senhor qualquer estrangeiro, comerciante de vinho do porto, ...

...foi entrevistado pela sic. A cavalgadura pimpona embrulhava a minha pátria num português descomplexadamente mascavado.
É nestas alturas que eu gostaria de ter o aparelho na mão para perguntar há quantos anos a criatura se alimenta e vive no nosso país. Vinte, trinta, a vida inteira? E assim sendo- em igual ou mais - porque é que ainda não aprendeu língua de gente com gramática?
Lesão cerebral? É mesmo colossalmente estúpido?
A menos que demonstrassem aptidão para aprender sujeito e predicado ou fazer prova de debilidade mental, esta gente devia ser expropriada e expulsa.  Mas como não sou eu a mandar, tenho que aturar enxovalhos destes pedaços de merda.

Sem comentários: