terça-feira, 6 de junho de 2017

badanas

"Descreve com uma frieza clínica a miséria afectiva e sexual do homem moderno e a sua solidão absoluta"
Liberation, França

"Esperávamos uma bomba, mas afinal é um fogo-de-artifício de humor, sarcasmo e melancolia"
Le Nouvel Observateur, França

"Um livro maravilhosamente escrito e muito inspirador em virtude do seu pessimismo"
Spectator, Reino Unido

Sem comentários: