domingo, 18 de junho de 2017

do ananás que podia muito bem ser beirão


aqui disse tudo o que acerca destes ananases tinha a dizer. São rigorosamente iguais aos do continente. O que ainda nenhum beirão se lembrou de inventar foi um presidente das Beiras cuja esposa presida a uma “Coordenação dos Palácios da Presidência”. Ficamos sem saber o número exato que está implicado neste plural do império açoriano. Nem tão-pouco o género de assuntos a coordenar pela “Coordenação”. A utilização das camas por parte do Sr. Presidente nos diversos palácios? Não se sabe.
Mas para que não sobrem dúvidas acerca de quem manda aqui pela República dos Ananases, parece que a senhora ainda arranjou vagar para “coordenar a ‘estrutura de missão’ para a criação da Casa da Autonomia”.
Eu cá acho que devíamos ser todos autónomos.
Quero a minha autonomiazinha.
E uma coordenadora para as minhas coisinhas.
E uma bandeirinha. Não gosto desta, a pior desgraça saída da cabeça do Columbano, acicatado pela canalha do partido republicano, liberdade, igualdade, fraternidade e assim.
E não vejo razão nenhuma para que os beirões não tenham a sua.

Sem comentários: