domingo, 16 de novembro de 2008

cautelas despropositadas


Nos últimos dias nem uma única cabra se riu à minha custa. Eu já nem falo em violência psicológica. Sou razoável e suficientemente patético para não ter expectativas de vir a merecer rancores que possam ir além de umas belas risotas à minha conta. Agora assim nem me apetece sair da cama.
Por isso, bem vês, nem valia a pena teres desarrumado a Flaubert.

1 comentário:

indiavelha disse...

Se soubesse contar histórias, contava-lhe uma. Como não sei, calo-me.