domingo, 2 de outubro de 2016

p. 198 (notas de leitura)

De onde se dá notícia do subgénero “empowered beautiful people”.

Num almoço… em 2001, Manuel Maria Carrilho propôs a Saraiva, na sua qualidade de diretor do Expresso, a cedência “…em exclusivo, [...] das fotos do seu casamento com Bárbara Guimarães, sob certas condições.

A proposta de Carrilho era esta: ele dava-me em exclusivo as fotos, eu comprometia-me a publicá-las na revista Expresso a preto e branco. Ele trazia tudo pensado: a revista do Expresso daria às fotos um ‘toque intelectual’, e o preto e branco dar-lhe-ia o ‘toque artístico’.”
____________

Nem vale a pena continuar a chafurdar estas notas; para quem, como eu, faça parte daquela massa de pessoas peganhentas que frequenta cafés e churrascarias, saberá muito bem da continuação desta saga chique através das manchetes das últimas páginas dos jornais pousados nas mesas.

Sem comentários: