quarta-feira, 4 de março de 2015

http://www.youtube.com/watch?v=O2ql4SFAiCI

Saio de noite, chego de noite. 
Ao almoço compro esterco, sementes, figueiras e alfaias. No sábado semeei nabiças, favas, ervilhas, couves, rabanetes coentros e uma porrada de outras coisas. 
Talvez amanhã haja luz para espreitar o que ainda a não viu.
Entretanto, como me sinto feliz em causa daquelas coisitas frágeis, apresento-vos La Shica. 
É uma rapariga de raro talento. 
Tirando dois momentos infelizes (armada em rapeira de uma vez, e outra noutra coisa qualquer que também passa por música nos recetores de algumas criaturas) é rapariga para vos surpreender numa enciclopédia de assentamentos.
_________________________
(p.s: se não gostarem façam favor de dizer; não quero perder essa magnífica oportunidade para mandar alguém à merda)

(2013)

Sem comentários: