domingo, 25 de setembro de 2016

p. 98 (notas de leitura)

Onde Saraiva escreve que Fernando Nogueira “trocou a política pela banca, recusou-se a voltar a dar entrevistas, usou um pouco o BCP – o banco onde se empregou [na Fundação BCP] – como um convento.”

Sem comentários: